ONU: 2020 será um dos anos mais quentes da história

ano mais quente da história



Este ano será um dos três mais quentes já registrados na história, de acordo com um relatório das Nações Unidas. O chefe da ONU, Antonio Guterres, disse que o mundo está à beira de uma catástrofe climática e "incêndios e inundações, ciclones e furacões estão se tornando cada vez mais a nova norma".

Os últimos seis anos, de 2015 a 2020, tornaram-se os mais quentes desde o início das observações meteorológicas regulares (1850). De acordo com especialistas, a temperatura média neste ano é 1,2 grau superior ao nível pré-industrial, de acordo com Phys.org.

Os especialistas da OMM (Organização Meteorológica Mundial) disseram que 2020 pode ser o segundo ano mais quente da história. Eles acrescentaram que a taxa de aquecimento global está aumentando.

“Demorou cerca de um século para que nossos gases de efeito estufa aquecessem o globo em 1 grau Celsius. Outro diploma pode ser adicionado em apenas 30 anos ”, disse Neville Nichols, da Monash University em Melbourne.

A produção de petróleo, gás e carvão deve cair 6% ao ano para limitar o aquecimento global catastrófico, diz o relatório da ONU. Os gases de efeito estufa na atmosfera (a principal causa das mudanças climáticas) atingiram níveis recordes no ano passado e continuaram a aumentar em 2020, apesar da pandemia de coronavírus. Como o dióxido de carbono foi armazenado na atmosfera por séculos, as reduções de emissão de curto prazo tiveram pouco efeito.

Os cientistas notaram que 2020 foi marcado por novas temperaturas extremas na terra, no mar e especialmente no Ártico. Um recorde de 30 tempestades nomeadas se formaram no Oceano Atlântico Os meteorologistas que lhes deram nomes ficaram sem letras do alfabeto latino e tiveram que mudar para o grego.

Postagem Anterior Próxima Postagem