Encontrada uma maneira de criar um campo magnético superpotente na Terra

campo magnético superpotente na Terra
FOTO: NASA


Na Terra, você pode criar artificialmente os mesmos campos magnéticos poderosos dos buracos negros e estrelas de nêutrons, disseram cientistas da Universidade de Osaka no Japão. Isso é importante para pesquisas básicas em física, ciência dos materiais e astronomia, relatórios de relatórios científicos.

A maioria dos campos magnéticos da Terra, mesmo os artificiais, não são particularmente fortes. O poder dos exames de ressonância magnética (MRI) usados ​​em hospitais é de cerca de 1 Tesla ou 10.000 Gauss. Um experimento de laboratório de 2018 usando lasers criou um campo de até 1200 Tesla, ou pouco mais de 1 quilo-Tesla. Mas ninguém foi capaz de subir acima desse nível.

Um novo estudo mostrou que é teoricamente possível gerar um campo com capacidade de 1 milhão de Tesla (megatesla). Os autores realizaram simulações em computador e descobriram que, para isso, é necessário "disparar" pulsos de laser ultra-intensos através de tubos ocos de apenas alguns mícrons de diâmetro. Isso ativará os elétrons nas paredes dos tubos, fazendo com que os tubos explodam.

A interação de elétrons superquentes e o vácuo criado quando o tubo explode criará um fluxo de corrente elétrica. Os cientistas descobriram que, neste caso, a corrente pode fortalecer o campo magnético já existente em duas a três ordens de magnitude.

O poderoso campo magnético durará apenas 10 nanossegundos. Mas isso é o suficiente para experimentos de física moderna.

Os cientistas calcularam que, para criar tal campo, seria necessário um sistema de laser com uma energia de pulso de 0,1 a 1 quilojoule e uma potência total de 10 a 100 petawatts (milhões de bilhões de watts). Esses dispositivos já existem ou estão sendo projetados.

Postagem Anterior Próxima Postagem