Hubble fotografou Saturno

Nestes dias, um par de estrelas brilha no céu noturno acima do horizonte sul. O mais brilhante deles é Júpiter, Saturno está à esquerda dele. O Gigante com Anel entrou recentemente em um confronto e atingiu seu brilho máximo, o que proporcionou as melhores condições para suas observações este ano.

A equipe de escolta do telescópio Hubble se aproveitou disso e pesquisou o sexto planeta. A imagem resultante mostra claramente listras na atmosfera do gigante gasoso e uma série de pequenas tempestades. Uma leve névoa avermelhada é visível no hemisfério norte de Saturno. Pode estar relacionado ao aumento sazonal da temperatura que alterou a circulação atmosférica ou levou ao desaparecimento de cristais de gelo nas nuvens. De acordo com outra versão, um aumento na iluminação poderia alterar a concentração de fumaça fotoquímica nas camadas superiores do envelope de gás do planeta.

Saturno
Imagem de Saturno do telescópio Hubble. 
Fonte: NASA, ESA, A. Simon (Centro de Vôo Espacial Goddard), MH Wong (Universidade da Califórnia, Berkeley) e a Equipe OPAL

$ads={1}

A imagem do Hubble permite ver a estrutura do famoso sistema de anéis de Saturno. É claramente visto que anéis grandes, por sua vez, consistem em centenas de anéis finos. Até recentemente, acreditava-se que eles surgiram 4,5 bilhões de anos atrás (quase simultaneamente com o próprio Saturno). No entanto, dados da missão Cassini sugerem que os anéis do sexto planeta são na verdade a mesma idade que os dinossauros. Também na foto havia duas luas geladas de Saturno - Mimas (à direita) e Encélado (embaixo).

A imagem apresentada foi tirada pelo telescópio Hubble em 4 de julho de 2020 como parte do programa OPAL (Outer Planets Atmospheres Legacy). No momento da pesquisa, Saturno estava a uma distância de 1350 milhões de km da Terra.

Com base em materiais: https://phys.org

Postagem Anterior Próxima Postagem