Cientistas acreditam que as pedras na base de Stonehenge foram transportadas por terra


Stonehenge

Cientistas britânicos acreditam que as pedras na base de um dos sítios arqueológicos mais famosos do mundo - Stonehenge - foram transportadas do País de Gales para o condado inglês de Wiltshire por terra e não flutuaram na água, como anteriormente assumido, informou o Times citando um estudo no Journal of Archaeological Ciência.
Stonehenge é uma estrutura megalítica de pedra localizada a 130 quilômetros a sudoeste de Londres, no condado inglês de Wiltshire. O complexo foi construído cerca de quatro a cinco mil anos atrás. Em 1986, o edifício foi inscrita no Património Mundial da UNESCO lista.
Sabe-se que os grandes pedregulhos de arenito que formam o anel externo vêm do sul de Wiltshire (onde o monumento está localizado). Pequenas “pedras azuis” e um monólito de seis toneladas no centro do monumento foram entregues de longe, do País de Gales. Em particular, acreditava-se que a pedra do altar tivesse sido trazida da cidade de Milford Haven, no Condado de Pembrokeshire (West Wales).
O mistério por muito tempo permaneceu o caminho pelo qual as pedras caíram em Wiltshire. A teoria de que pedras foram transportadas do País de Gales em jangadas ao longo do Golfo de Bristol foi generalizada. Ao mesmo tempo, não se sabia exatamente como eles foram baixados das colinas íngremes da região montanhosa de Presel.
De acordo com um novo estudo no Journal of Archaeological Science, a explicação mais provável é que as pedras foram transportadas através da terra desde as montanhas de Presella Wales até a foz do rio Severn. A favor desta teoria está a evidência do verdadeiro local de origem da pedra do altar. Segundo o estudo, está localizado muito a leste das suposições originais - na cidade de Abergavenny (Monmouthshire County), perto da fronteira da Inglaterrae do País de Gales. A rota proposta no estudo percorre esta cidade, que fala em favor da teoria da entrega de pedras no solo.
Postagem Anterior Próxima Postagem